Os oficiais da Igreja Presbiteriana do Brasil são escolhidos através de uma eleição. Os votos dos membros sinalizam a vontade de Deus para a composição do Conselho e da Junta Diaconal da igreja. Por isso, é importante o preparo espiritual de todos os que participam deste processo. Ao narrar o início das igrejas cristãs, Lucas escreve: “E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros, depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.” (At 14.23). É importante que os membros da igreja orem e jejuem suplicando pelo discernimento do Espírito Santo na escolha dos seus líderes.

As qualificações foram escritas por Paulo a Timóteo em I Tm 3. 1 – 10 que devem ser identificadas na vida daqueles que almejam o oficialato:

1- Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja.

2 – É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar;

3 – não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento;

4 – e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito;

5 – (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?);

6 – não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça e incorra na condenação do diabo.

7 – Pelo contrário, é necessário que ele tenha bom testemunho dos de fora, a fim de não cair no opróbrio e no laço do diabo.

8 – Semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância,

9 – conservando o mistério da fé com a consciência limpa.

10 – Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se se mostrarem irrepreensíveis, exerçam o diaconato.

O Artigo 55 da Constituição da IPB orienta quanto ao compromisso e a piedade dos oficiais: “Art. 55 – O presbítero e o diácono devem ser assíduos e pontuais no cumprimento dos seus deveres, irrepreensíveis na moral, sãos na fé, prudentes no agir, discretos no falar e exemplos de santidade de vida.” O Manual Presbiteriano também apresenta o fundamento constitucional para a eleição de pastores, presbíteros e diáconos no Artigo 9º: “A assembleia geral da Igreja constará de todos os membros em plena comunhão e se reunirá ordinariamente, ao menos uma vez por ano, e, extraordinariamente, convocada pelo Conselho, sempre que for necessário, regendo-se pelos respectivos estatutos. §1º – Compete à assembleia: a) eleger pastores e oficiais da Igreja”.

Conforme descrito no boletim, os membros da Terceira Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte, foram convocados pelo Conselho para eleição de presbíteros e diácono. Prepare-se espiritualmente, ore, jejue e participe da Assembleia Extraordinária nos dias 07/11 e 08/11 de 2020.

Pr. Felipe Abreu

Aplicativo Boletim Terceira Igreja

Fique informado sobre tudo o que acontece na Terceira Igreja, onde quer que você esteja. Através do nosso aplicativo você será notificado sobre as atividades que estão acontecendo, novidades e mensagens, além disso, você tem na palma da mão pastorais para sua edificação, estudos bíblicos, informações missionárias,  chat, motivos de oração e um contato rápido e prático com a igreja e os usuários do app. 

Disponível para Android
na Google Play

Acesse nossos canais, se inscreva e compartilhe!

  • 31 3278-1644
  • Rua Uberlândia, 620 • Bairro Carlos Prates
    Belo Horizonte • MG • CEP 30.710-230