Em João 14, Jesus está se despedindo dos seus discípulos, indo para o Pai e que os discípulos conheciam o caminho.

Porém, Tomé e Filipe tiveram dificuldades para compreenderem acerca do caminho e do Pai. Jesus explicou: “Creia que eu estou no Pai e o Pai está em mim ao menos por causa das mesmas obras que eu faço”. Em síntese, Jesus está mostrando aos discípulos a perfeita unidade entre o Pai e o Filho.

Então, através da parábola no capítulo 15, Jesus ensina que os discípulos estavam igualmente unidos ao Pai e ao Filho.

Para isso, Jesus aplica três verdades:

Primeiramente que Ele é a verdade revelada (vv. 1-2). Jesus está usando figuras de linguagem e mostrando a função de cada uma delas.

  • Jesus é a Videira verdadeira. Ou seja, Jesus é a fonte que dá vida ao fruto, é o tronco que sustenta os ramos.
  • O Pai é o agricultor. É aquele que cuida da lavoura e do terreno onde está a plantação.
  • O ramo é o discípulo. É aquele que frutifica através do cuidado do agricultor (Pai) e do sustento que vem do tronco (Jesus).

Portanto, com a partida de Cristo, os discípulos deveriam produzir os frutos da videira, pois estavam unidos a ela.

Em segundo, Jesus é a verdade que purifica (vv. 3–4a). O limpar nesse texto se refere a pureza, a purificação de pecados.

A exemplo da cena em João 13.8–11, onde Jesus está lavando os pés dos discípulos, Cristo afirmou: “Quem já se banhou não necessita de lavar senão os pés; quanto ao mais, está todo limpo. Ora, vós estais limpos, mas não todos. Pois ele sabia quem era o traidor”.

O cenário descrito acima conversa profundamente com João 15.3, pois os discípulos estão limpos pela Palavra, que é o próprio Cristo.

Com base nisso, ir à igreja não representa santidade. Participar da ceia não significa estar puro. Porém, a evidência da purificação se dá pela fidelidade na obediência a Palavra. Inclusive, João inicia o livro afirmando que Jesus é o Verbo, ou seja, a Palavra! (Jo 1.1).

Desse modo, a purificação é testificada pela obediência a Cristo.

Em terceiro lugar, Jesus é a verdade da vida (v. 4b–5). O ramo sem o tronco não sobrevive, ele morre.

Assim, quando o galho fica seco, o agricultor o corta para dar lugar ao novo ramo, que cresce e produz fruto no lugar daquele galho que secou.

Jesus usa como exemplo o que acontece na plantação para dizer que, se o cristão (que é o ramo) não se alimenta de Jesus (que é o tronco), ele é tirado fora do corpo pelo Pai (que é o agricultor).

Logo, é preciso se alimentar de Cristo. Como isso acontece? Através da leitura bíblica e da obediência a Palavra. Jesus orando ao Pai disse: Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade (Jo 17.17).

Portanto, a única forma de estar com o Pai é estando ramificado na Videira verdadeira que é Cristo, pois, não há vida fora dessa Videira, além disso, Cristo é o caminho para o Pai.

Esteja, portanto, conectado na videira!

Sem. Ednardo Guimarães de Castro

Aplicativo Boletim Terceira Igreja

Fique informado sobre tudo o que acontece na Terceira Igreja, onde quer que você esteja. Através do nosso aplicativo você será notificado sobre as atividades que estão acontecendo, novidades e mensagens, além disso, você tem na palma da mão pastorais para sua edificação, estudos bíblicos, informações missionárias,  chat, motivos de oração e um contato rápido e prático com a igreja e os usuários do app. 

Disponível para Android
na Google Play

Acesse nossos canais, se inscreva e compartilhe!

  • 31 3278-1644
  • Rua Uberlândia, 620 • Bairro Carlos Prates
    Belo Horizonte • MG • CEP 30.710-230