Estudo 3 – Em cada prazer, podemos experimentar a generosidade do Pai

Dar graças é um ato poderoso. Temos muita facilidade em nos concentrar naquilo que nos falta e em nos sentir descontentes. Milhares de anúncios publicitários são elaborados para reforçar esse sentimento, a fim de comprarmos os produtos que eles oferecem. Mas a gratidão redireciona nossos pensamentos das quinquilharias que nos faltam para as bênçãos maravilhosas que já possuímos. O nascer do sol, o canto dos pássaros e a
amizade estão aí, esperando para serem desfrutados e apreciados — tudo sem custo nenhum. Sem falar nas bênçãos que são nossas enquanto filhos de Deus. A chave que destranca esse tesouro de alegria é a gratidão.

Mais importante, a gratidão ergue nossos olhos das dádivas e nos faz ver o Doador. Em outras palavras, a gratidão nos conduz a Deus.

COLOCANDO EM PRÁTICA
Todas as coisas de que desfrutamos, diz Calvino, são “degraus pelos quais [podemos] subir para mais perto dele [de Deus]”; “Deus”, ele diz, “por meio de seus benefícios, amavelmente nos atrai a si, como que por meio do sabor de sua doçura paternal”. Mas Calvino também adverte: “Não há nada em que mais facilmente caímos do que em esquecê-lo, quando desfrutamos de paz e conforto”.

Pense na semana que passou e relembre-se de todas as boas coisas de que você desfrutou. Identifique cinco coisas pelas quais agradecer. Um número específico o ajudará a pensar com mais afinco em como Deus tem sido bondoso para com você. Imagine cada uma delas sendo-lhe concedida como uma dádiva do seu Pai celeste. Uma maneira de nos relacionarmos com o Pai é receber essas coisas como dádivas dele — e agradecer a ele por elas; buscar respostas de orações; contar às outras pessoas como ele tem nos sustentado; celebrar cada coisa boa como provisão dele.

AÇÃO
A cada dia nesta semana, lembre-se de algo que faz você feliz e ore: “Meu Pai, obrigado por isto, pois é uma adorável dádiva de tuas mãos”.
Uma manhã de segunda-feira na vida de Marcos e Emanuela
Segunda de manhã. O dia começou muito bem. Ainda levitando pela experiência do dia anterior na igreja, Marcos se senta à mesa para comer um sanduíche de bacon. As crianças brincam tranquilamente na sala de estar. Ele leva um café para Emanuela na cama e a beija gentilmente na bochecha. Lá fora, o sol brilha e os pássaros cantam. Será que a vida poderia ser melhor que isso?

Enquanto Marcos caminha pela rua, ele diz: “Meu Pai, obrigado por aquele sanduíche de bacon. Que delícia! Esta bela manhã é um adorável presente de tuas mãos. Tu és tão generoso! Tu me deste uma ótima igreja e uma bela família. Ajuda-me a ver tua obra ao longo do meu dia. E obrigado pelos pássaros. Mesmo que eu não te louvasse, eles continuariam cantando para a tua glória!”.

QUESTÕES PARA REFLEXÃO
• Como o conhecimento de Jesus muda a maneira como pensamos sobre Deus Pai?
• Ao ver o mundo como um mundo paternal, que diferença isso faz para as suas preocupações? E para os seus prazeres?
• Como a sua atitude mudaria, se você pensasse em si mesmo como o ganhador de um bilhete dourado que lhe desse acesso a um mundo cheio de maravilhas?
• Pense em uma única coisa no mundo que o encha de admiração.

Guia de Estudo EXPERIMENTANDO MAIS DE DEUS, por Tim Chester – Editora Fiel